Cultura e Ciência

Agência Júnior de Jornalismo do UNASP ganha prêmio de melhor do Brasil

Prêmio foi conquistado no Intercom, maior congresso de comunicação do país, na modalidade agência escola/júnior de jornalismo.

Texto: Bruna Moledo | Edição: Theillyson Lima

A Agência Júnior de Jornalismo do UNASP, ABJ, venceu a etapa nacional da Expocom, ganhando o prêmio na categoria agência júnior de jornalismo. O Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação é o maior do país na área, e sua quadragésima quinta edição ocorreu em João Pessoa, sendo sediada pela Universidade Federal da Paraíba, UFPB, do dia 5 a 9 de setembro. 

Alunas receberam prêmio na Intercom.
As alunas Mariana Santos e Adalie Pritchard representaram a ABJ no congresso. Foto: Thamires Mattos

As alunas Mariana Santos e Adalie Pritchard representaram a ABJ neste congresso. Elas já haviam representado a Agência no Intercom Sudeste, quando receberam a aprovação e foram classificadas para o nacional. A professora e mestra Thamires Mattos, que leciona matérias dos cursos de Comunicação Social e Jornalismo no UNASP acompanhou as alunas.

Os produtos e a ABJ

As estudantes Adalie Pritchard e Mariana Santos apresentaram na Expocom a Agência Brasileira de Jornalismo (ABJ), agência júnior que faz parte do setor de Comunicação e Marketing do UNASP Engenheiro Coelho. A revista eletrônica de crítica de mídia, Canal da Imprensa, que serviu de exemplo para as produções da ABJ, completou 20 anos de existência neste mês de agosto. 

Cinco textos foram apresentados como produtos diante da banca avaliadora. A edição escolhida foi a de número 190, que tem por nome Mortes e Coberturas Midiáticas, produzida no ano de 2021. Neste trabalho, os alunos analisaram como a mídia repercute e acompanha casos variados de morte, como de famosos, de guerras e, os falecimentos acontecidos durante pandemia.

Prêmio foi conquistado com essa edição.
Edição do Canal da Imprensa que foi utilizada para concorrer os prêmios.

Além da ABJ, outros dois projetos foram aprovados nas etapas regionais, e competiram pela premiação. Sendo eles a EJ BRAVA, empresa júnior da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), e a Fatos Narrativas Midiáticas, central de produção convergente de conteúdo do Curso de Jornalismo da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR).

Para o professor mestre, Theillyson Lima, editor-chefe da ABJ, receber um prêmio nacional é muito importante para que haja uma percepção de que o esforço realizado durante o cotidiano está sendo reconhecido. “Os alunos buscam o crescimento constante, ter esse reconhecimento, é gratificante e motivo de orgulho”, afirma.

Explicou também a respeito da importância de tais iniciativas, “a participação em congressos ajuda os alunos a conhecerem mais sobre as discussões de comunicação que acontecem pelo Brasil. Entrar em contato com outros pesquisadores ajuda a ampliar o conhecimento, além de incentivar o desenvolvimento científico do estudante.”

A conquista do prêmio

Para a aluna Adalie Pritchard, o prêmio tem grande importância. “A Intercom é uma organização reconhecida e respeitada nacionalmente na área de comunicação. Esse prêmio garante que somos a melhor agência júnior do Brasil e fará com que nossos trabalhos sejam reconhecidos”, declara.

Além disso, explicou também que a participação no congresso a fez lembrar das infinitas possibilidades que existem dentro da pesquisa e da prática jornalística. “Fazer parte desse tipo de evento anima a gente a pensar no nosso futuro acadêmico, e em futuros congressos que irão contribuir para nosso desenvolvimento pessoal”, enfatiza.

Já para a estudante, Mariana Santos, o sentimento é de felicidade e dever cumprido. “Essa é uma responsabilidade grande, então nos preparamos com bastante antecedência. Ensaiamos várias vezes, e quando chegou a hora estávamos muito confiantes de que o nosso trabalho na agência júnior era de muita qualidade. Tudo que produzimos ao longo deste ano contribuiu para que pudéssemos estar aqui”, destaca.

Na visão de Sâmela Lima, professora mestre e coordenadora dos cursos de Comunicação Social e Jornalismo do UNASP, “o incentivo à pesquisa e à participação em congressos como esse é essencial. Enriquece a percepção e a experiência de alunos e professores, aprofunda o conhecimento e cria relações”, ressalta.

“Ganhar o prêmio como melhor agência laboratório de jornalismo, eu diria que é um grande feito para a ABJ, e uma das principais realizações que já tivemos no curso. Agora podemos dizer que se alguém quiser aprender na melhor agência júnior de jornalismo do Brasil, é aqui no UNASP”, termina.

A Agência Júnior de Jornalismo do UNASP

A Agência Brasileira de Jornalismo, ABJ, é a agência júnior de jornalismo do UNASP Campus Engenheiro Coelho. Composta por alunos supervisionados por profissionais e professores da área da comunicação, produz notícias diárias, matérias, reportagens, e outros produtos variados. A ABJ, além de melhor agência laboratório de jornalismo do país, é também um ambiente de extensão da sala de aula. Nela, os alunos podem praticar ainda mais as habilidades aprendidas, e trabalhar em um ambiente estruturado nos formatos de uma redação jornalística.

Alunos que são equipe do prêmio.
Equipe de alunos e profissionais que fazem parte da ABJ. Foto: Vinicius Santos

Veja mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.